Quem Somos

Onda de calor no Canadá pode ter matado 1 bilhão de animais marinhos

15/07/2021

Mexilhões filtram a água do mar, o que deve piorar a qualidade da água marinha na região

Um biólogo afirmou que a onda de calor no Canadá, na semana passada, pode ter matado mais de 1 bilhão de criaturas marinhas, como mexilhões, estrelas do mar e percebes, no Mar Salish, na costa sudoeste do país.

A onda de calor produziu temperaturas recordes para o Canadá, que chegaram a 49,6 graus.

Câmaras de infravermelho usadas pela equipe do biólogo Chris Harley, da Universidade da Columbia Britânica, registraram temperaturas acima dos 50 graus em habitats costeiros.

Ele relatou ter encontrado inúmeros mexilhões apodrecendo em suas cascas quando andava pela praia de Kitsalano, perto de onde mora, em Vancouver. “Dava para sentir o cheiro antes mesmo de chegar”, declarou à emissora CNN.

“A praia não costuma estalar quando se anda sobre ela. Mas havia tantas conchas de mexilhões vazias por todas as partes que não se podia evitar pisar em animais mortos”, declarou Harley ao jornal The Guardian.

Os mexilhões toleram temperaturas de até 30 graus, e os percebes são mais resistentes, suportando até os 40 graus durante ao menos algumas horas.

A morte desse animais afetará a qualidade da água na região, já que mexilhões filtram a água do mar.

Com base na quantidade de animais mortos encontrados numa área pequena, Harley calculou que mais de 1 bilhão de criaturas marinhas pode ter morrido com a onda de calor.

Fonte: Deutsche Welle / Portal Ambiente Brasil

Outras Notícias

CBC - Consultoria e Planejamento Ambiental Ltda. - Bauru, SP - Fone: (14) 3237-1778 / (14) 99654-0528 / (14) 3239-4216
SAC: (14) 99880-8831

Desenvolvido por Cronomídia