Quem Somos

Apenas cinco países detém 70% das áreas naturais do mundo ainda intocadas

13/11/2018

Apenas cinco países detêm 70% das áreas naturais ainda intocadas do mundo, e uma ação internacional urgente é necessária para protegê-los. É o que dizem pesquisadores da Universidade de Queensland e da Wildlife Conservation Society, que produziram pela primeira vez um mapa global que define quais países são responsáveis pela natureza que ainda não foi tocada pela atividade industrial pesada. Entre eles, o Brasil.

O estudo, publicado no final de outubro na conceituada revista Nature, identifica a Austrália, os Estados Unidos, o Brasil, a Rússia e o Canadá como os cinco países que detêm a grande maioria do território natural do mundo ainda intocado. Os dados excluem áreas intocadas na Antártida e em alto mar que não estão contidas dentro das fronteiras nacionais.

A publicação foi divulgada às vésperas da Conferência da ONU Sobre Diversidade Biológica, que será realizada neste mês, no Egito. Na ocasião, os países signatários deverão trabalhar em prol de um plano para a proteção da biodiversidade para além de 2020.

Políticas internacionais

De acordo com os pesquisadores, as áreas naturais remanescentes do planeta só podem ser protegidas “caso sejam reconhecidas dentro de estruturas de políticas internacionais”.

Nesse sentido, eles pedem uma meta internacional que proteja 100% de todos os ecossistemas intactos restantes. "É possível ter uma meta de 100%", destacou ao The Guardian James Watson, o principal autor do estudo. "Todas as nações precisam impedir que as indústrias sejam instaladas nessas áreas", acrescentou.

Na avaliação de Watson, os cinco países responsáveis pela maior parte da região selvagem do mundo (entre eles o Brasil) precisam fornecer liderança e agir para proteger essas áreas por meio de legislação ou oferecendo incentivos para negócios que não impactem a natureza

Fonte: Portal EcoDesenvolvimento 

Outras Notícias

CBC - Consultoria e Planejamento Ambiental Ltda. - Bauru, SP - Fone: (14) 3276-2354 / (14) 3313-6332 - SAC: (14) 3236-3457

Desenvolvido por Cronomídia